Filha de Persephone

Minha foto
Brasília, DF, Brazil
"O meu mundo não é como o dos outros, quero demais, exijo demais, há em mim uma sede de infinito, uma angústia constante que eu nem mesmo compreendo, pois estou longe de ser uma pessimista; sou antes uma exaltada, com uma alma intensa, violenta, atormentada, uma alma que não se sente bem onde está, que tem saudades...sei lá de quê!" (Florbela Espanca, Carta no. 147)

Sobre ALICE RUIZ

"Que importa o sentido se tudo vibra"

ALICE RUIZ

tradutor

27 de agosto de 2009

Don't let the good one's get away ( Farida Issa)



Quando ele chegava colorido na sua juventude eu via tudo que já ficara para trás, a minha própria juventude aquele ar saudável risonho um jeito de verão de praia uma expressão de roupa branca em pele perfumada e bronzeada, tudo nele trazia em si próprio, e eu o olhava longínqua na mesma idade, desatenta à rosa oferecida à alegria de encontrar-me às horas que tínhamos pela frente.

Tudo porque eu já passara pelo grande amor, e estivera bem certa de que era o grande amor embora vivê-lo fosse difícil em certa época, há épocas em que mesmo sendo um grande amor você pode ficar neutra parada expectante e não dar nada, apenas tentar porque o grande amor é o seu lugar mesmo na crise, mas quando o grande amor não compreende que também é feito de evasões estações de inverno ciclos então quando chega o verão como chegou agora vejo este rapaz ensolarado de sunga verde a me enfeitar de flores que não me dizem nada, enquanto o grande amor podia estar chegando louro na sunga preta louro e esperado.

Nenhum comentário:

quem visita Persephone

______________________________________________________________________________________

______________________________________________________________________________________

______________________________________________________________________________________

Link-me !

Link- Me

Link- Me

Persephone faz TRADUÇÕES !

Persephone faz TRADUÇÕES !
camposdejaque@gmail.com

Siga PERSEPHONE ! Follow ME !