Filha de Persephone

Minha foto
Brasília, DF, Brazil
"O meu mundo não é como o dos outros, quero demais, exijo demais, há em mim uma sede de infinito, uma angústia constante que eu nem mesmo compreendo, pois estou longe de ser uma pessimista; sou antes uma exaltada, com uma alma intensa, violenta, atormentada, uma alma que não se sente bem onde está, que tem saudades...sei lá de quê!" (Florbela Espanca, Carta no. 147)

Sobre ALICE RUIZ

"Que importa o sentido se tudo vibra"

ALICE RUIZ

tradutor

10 de agosto de 2009

Marly Oliveira


Minha felicidade vem de quando estou só

Minha felicidade vem de quando estou só

e ninguém me interrompe no poema,


essa espécie de transfusão


do sangue para a palavra,

sem qualquer estratagema.


A palavra é meu rito, minha forma

de celebrar, investir, reivindicar:

a palavra é a minha verdade,

minha pena exposta sem humilhação

à leitura do outro,

hypocrite lecteur, mon semblable.




Nenhum comentário:

quem visita Persephone

______________________________________________________________________________________

______________________________________________________________________________________

______________________________________________________________________________________

Link-me !

Link- Me

Link- Me

Persephone faz TRADUÇÕES !

Persephone faz TRADUÇÕES !
camposdejaque@gmail.com

Siga PERSEPHONE ! Follow ME !