Filha de Persephone

Minha foto
Brasília, DF, Brazil
"O meu mundo não é como o dos outros, quero demais, exijo demais, há em mim uma sede de infinito, uma angústia constante que eu nem mesmo compreendo, pois estou longe de ser uma pessimista; sou antes uma exaltada, com uma alma intensa, violenta, atormentada, uma alma que não se sente bem onde está, que tem saudades...sei lá de quê!" (Florbela Espanca, Carta no. 147)

Sobre ALICE RUIZ

"Que importa o sentido se tudo vibra"

ALICE RUIZ

tradutor

29 de março de 2010

CANOS SILENCIOSOS - Lobão


Onda na madrugada, silêncio na batida
Tá todo mundo se aplicando pra festa,
Pra chegar na festa bem aplicadinho
Movimento na esquina, todo mundo entra, todo mundo sai;
sexo, drops, rock'n roll, adrenalina;
diversões eletrônicas num poderoso hi-fi

Oh! E a noite tá no sangue de hoje
Deixa a noite rolar
Oh! E a noite tá no sangue de hoje
Deixa a noite rolar

Canos silenciosos, nervosa calmaria
Quando todo mundo pensava que ia se divertir pra cá
É bem aí, é bem aí que o pânico todo se inicia
Correria na esquina
Ninguém mais entra, ninguém mais sai
Homens, fardas, cassetetes, camburões
Abusando da lei com suas poderosas credenciais

Um comentário:

Fernanda disse...

É coisa de artista... apenas ouvir...a tudo observar... como é coisa de poeta... ter um mundo pra falar...
certamente...
quando este se cala... é porque o primeiro fechou os olhos para descansar !!!
Lindo post, lindo vídeo...

Fernanda

quem visita Persephone

______________________________________________________________________________________

______________________________________________________________________________________

______________________________________________________________________________________

Link-me !

Link- Me

Link- Me

Persephone faz TRADUÇÕES !

Persephone faz TRADUÇÕES !
camposdejaque@gmail.com

Siga PERSEPHONE ! Follow ME !